7 de set de 2008

Famílias Simultâneas

Reconhecida união estável de 17 anos paralela a casamento.
Conforme o magistrado, há comprovação de que o falecido nunca se separou da esposa, mas também conviveu, como verdadeiro companheiro, com a autora da ação.
Leia mais

Nenhum comentário: